Buscando ampliar mercados, Quiron participa de programa de softlanding no parque tecnológico de Skolkovo, na Rússia

Durante os dias 13 a 17 de dezembro, a Quiron Digital participou do Skolkovo Softlanding Program, para startups internacionais. A iniciativa, totalmente on-line, ocorreu direto da Rússia, num programa de imersão do Skolkovo Innovation Center – um hub composto por empresas e startups, desenvolvendo tecnologias inovadoras (atualmente com mais de 1.900 startups), um Technopark, o Skolkovo Institute of Science and Technology (Skoltech), uma nova universidade de pesquisa de graduação, estabelecida em colaboração com o Massachusetts Institute of Technology (MIT) e a cidade de Skolkovo, perto de Moscou.  

O Skolkovo Softlanding Program busca auxiliar empresas a conhecerem as oportunidades do ecossistema de inovação do país europeu, ajudando inovadores e empreendedores, além de pequenas e médias empresas a ter sucesso no mercado russo, conectando-os a outras companhias, investidores, mentores, parceiros e profissionais russos. 

Os programas de softlanding tem como missão “amortecer o impacto” na chegada de empresas estrangeiras num novo ecossistema, facilitando conexões e recepcionando de forma mais acessível novos integrantes.

Nos cinco dias de atividades, o programa é focado em reuniões com parceiros, investidores e instituições de desenvolvimento, além de seminários, treinamentos e capacitações com grande entendimento sobre o mercado russo, favorecendo ainda mais o networking entre as 32 empresas participantes, de 19 países diferentes.  Entre empresas de Tecnologia da Informação, a lageana Quiron foi a única nacional na atividade. No setor biomédico, a plataforma brasileira de educação em saúde Billion Doctors of The World também participa.

O ecossistema de inovação de Skolkovo é consolidado em seis grandes áreas: eficiência energética, tecnologias biomédicas, tecnologias nucleares e de radiação, tecnologia da informação, além de tecnologias espaciais e de comunicação e agricultura, onde a Quiron tem grande nicho de atuação. 

“O programa de softlanding de Skolkovo é hoje um ecossistema modelo de empreendedorismo e inovação, instalado no coração da capital russa, Moscou. Participar do programa é uma grande honra, oportunidade e mais um importante alicerce no posicionamento global da Quiron”. É o que garante Raphael Mariano, analista de negócios da Quiron, que participou da ação. 

Na visão dele, detectar no radar da Quiron o maior país do mundo em extensão territorial traz um potencial imenso em relação às possibilidades de negócios – principalmente quando lembramos que a Quiron já tem uma unidade na Europa

“A Rússia possui a maior área florestal do mundo, com mais de 800 milhões de hectares. Para compararmos, o Brasil vem em segundo lugar com mais de 500 milhões. Juntos, os dois países são responsáveis por 32% da área florestal do planeta, segundo dados da FAO (Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura), de 2020. Monitorar e proteger uma área tão extensa é um desafio, e a escalabilidade da nossa solução é uma oportunidade imensa para auxiliá-los nisso. Com sua unidade em Lisboa, a Quiron já está obtendo um vasto conhecimento das necessidades, players e desafios na península ibérica. Agora, participando do programa de softlanding virtual em Skolkovo, pretendemos ampliar ainda mais nossa presença internacional e aprimorar a solução para atender ao mercado russo”, garante. 

Para ele, os conhecimentos do programa e as expectativas por ampliar as conexões são cada vez maiores.

“Foram muitos os aprendizados, mas posso destacar a visão que tive de mudança de paradigma ocorrida na Rússia, que tem hoje um objetivo claro de abertura de fronteiras tecnológicas e mercadológicas, com foco total em inovação e empreendedorismo. Com essa iniciativa do Softlanding, podemos ver que conseguiram criar um dos mais avançados parques tecnológicos da atualidade”, afirma. 

Mais blog posts